O Brasil comunicando mais e melhor

Não basta falar para comunicar bem. Essa constatação tem levado centenas de pessoas, em todo o país, a procurar cursos que ensinam a arte de comunicar, de falar em público e, até, aos segredos da comunicação corporal (comunicação não verbal).

À frente desse movimento, estão altos executivos que declaram ter recorrido às aulas para aperfeiçoar sua comunicação em reuniões, conferenciais e em frente às câmeras de televisão.
Os executivos, políticos, profissionais liberais e estudantes, procuram esse tipo de apoio porque se viram embaraçados quando tiveram de falar diante de uma platéia.

Para o Professor Luiz Ivan Schil, da COMMUNIC, que vem atuando com êxito em todo o Brasil, ministrando cursos de comunicação, expressão verbal e oratória, o principal elemento para o bloqueio na comunicação é o medo de se expor; que funciona como um fantasma interior, impedindo a verbalização dos pensamentos.

Uma das formas para vencer o medo e a inibição, segundo o professor, é orientar o aluno, através de exercícios práticos e dinâmicos, estimulando-o a desenvolver confiança e auto-estima, fazendo, então, aflorar a comunicação, que é inata do ser humano. “Quem consegue comunicar o que pensa, perde a insegurança”, completa.

Empresas ou entidades, como WEG, Bunge, C.E. Federal, OCEPAR, SESCOOP, CODEVASF, Cia. Cimento Itambé, UNIMED, Coats Corrente, INSS, B. Brasil, entre outras, vem investindo forte na comunicação de seus funcionários, através da COMMUNIC, que oferece cursos fechados na empresa. Nas avaliações feitas pelo departamento de recursos humanos dessas empresas, a Communic atinge 95% das expectativas e 100% dos entrevistados recomendam o curso para outros setores da empresa. “A emissão oral, ao tornar-se clara, segura e objetiva, promove a melhoria no relacionamento e desempenho entre os diversos níveis dentro da empresa, fazendo com que ela cresça como um todo”, enfatiza Schil.

Não só empresas fazem parte da lista de pessoas que buscam a desinibição, como, também, donas-de-casa, jornalistas, comerciantes, profissionais liberais, acadêmicos, políticos, entre outros, independente de formação ou nível cultural. Essa procura aumenta a cada dia, o que permitiu inovações, como, por exemplo, o curso de liderança da COMMUNIC, destinado apenas a jovens de 14 a 16 anos. “A motivação, o incentivo a criatividade e a perda do medo, permite que a sociedade lucre com o surgimento de novas lideranças”, afirma o professor.

A crescente busca do aperfeiçoamento na comunicação verbal, na COMMUNIC, prova que, comunicar bem é um direito de todos. Professor Schil acrescenta: “a conquista de espaço na família, trabalho e na sociedade, para que possamos exteriorizar nossos pensamentos, vender nossas idéias, aprimorar talentos, reivindicar nossos direitos, passa, sem dúvida, por um curso de comunicação expressão verbal e oratória.”

Nina Veiga - Três Pontas, M. Gerais
ninaveiga@ninaveiga.com.br
Dúvidas sobre os temas apresentados nesta área? Gostaria de contribuir com algum texto de sua autoria ou pesquisado com citação do autor? Preencha os campos abaixo:
Nome completo:
RG:
CPF:
Endereço:
Complemento:
Bairro:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
Telefone:
Digite o texto :


Entre em contato.

Voltar